top of page

É uma sopa de letrinhas!


Eu já te contei que eu tenho doutorado em Engenharia de Produção com ênfase em Marketing Estratégico. Por isso, quando eu comecei no ambiente digital eu achei que eu ia "tirar de letra". Só que não. Há tantas regras e letrinhas que colocam qualquer um doido. Isso sem contar os vários termos em inglês!


Essa série de artigos que eu tenho feito é para te ajudar a vir para o mundo digital sem ter que, assim como eu, ficar batendo a cabeça aqui é acolá. Então, se eu fosse você e quisesse ter um negócio campeão e me destacar também no digital, a primeira coisa que eu faria era "começar me seguir!"


Uma das ferramentas mais importantes do marketing digital são as Landing Page (LP), ou páginas de captura, páginas de conversão ou páginas de destino.


E o que é uma Landing Page

Uma Landing Page (LP) é uma página da web criada para receber tráfego de uma fonte externa, como por exemplo um anúncio do Facebook Ads, ou do Google Ads, ou um link de um email marketing. Muitas vezes, elas são o primeira contato com clientes em potencial e são sua melhor oportunidade de capturar leads[1].


Ou seja, sabe quando você entra em um site que tem uma mensagem para você ganhar um e-book? Pois é, muito provavelmente você está em uma LP.


E saiba uma LP não é uma home page (ou página inicial). As páginas iniciais e as páginas de captura servem a propósitos diferentes. As páginas iniciais contêm informações gerais sobre sua empresa. Elas são uma porta de entrada para outras páginas do seu site onde o visitante pode aprender mais sobre você ou sobre a sua empresa. As páginas de captura, por outro lado, são páginas independentes focadas em gerar conversões[2]. E uma não substitui a outra.


Sem as LP a maior parte do tráfego da web acabaria perdida porque os visitantes sairiam do site sem realizar nenhuma outra ação. O objetivo da LP é incentivar os visitantes a realizar uma ação específica, denominada Call to Action (CTA). Um CTA pode ser fazer uma compra, preencher um formulário, assinar uma newsletter, solicitar uma demonstração de produto, fazer uma inscrição em um evento ou baixar um ebook. Ou seja, o objetivo final é incentivar os visitantes a tomar uma determinada ação.


As landing pages, geralmente, são projetadas de forma simples, com um layout limpo e foco na mensagem principal. Nada de fazer aquelas páginas toda colorida! Elas costumam ter conteúdo conciso e objetivo, destacando os benefícios e as características do produto ou serviço.


As empresas usam LP para aumentar as conversões e o retorno sobre o investimento (ROI) de suas campanhas de marketing, permitindo-lhes direcionar o tráfego para uma página específica que leva a uma ação específica.


Veja só: as marcas que utilizam intensamente as páginas de captura como parte de sua estratégia de conversão (têm de 30 a 40 páginas de captura) obtêm 7 vezes mais leads do que aquelas que não o fazem (1 a 5 páginas de destino).


Claro que para pequenas e médias empresas, ou para sites de profissionais liberais como professores, mentores e coaching, de 30 a 40 páginas de captura podem não ser realistas ou até não fazer sentido, mas a principal conclusão é clara: LP de alta conversão geram resultados para as marcas que as utilizam.


E qual é o objetivo oculto de uma LP

O objetivo oculto, mas não tão oculto assim de uma LP é capturar informações de contato. Assim, ao impulsionar a ação do usuário, oferecendo algo valioso (como conteúdo exclusivo ou descontos de compra) ela obtém suas informações de contato.


As LP obrigam seu público-alvo a converter. Por esse motivo, é extremamente importante que as LP sejam projetadas estrategicamente. Eles devem incluir uma mensagem clara e atraente que motive os visitantes a agir.


6 dicas para criação de LP de alta conversão

1. Tenha um título matador

Você tem cerca de 15 segundos para impressionar os visitantes da web, depois disso, as pessoas saem do seu site para continuar navegando – a menos que você capture a atenção delas e desperte o interesse delas com um ótimo título (ou Headline).


Seu título é um dos fatores mais importantes para o sucesso da LP. Hoje, os usuários da web se movem rapidamente, então, se você não tiver uma mensagem clara que prenda a atenção do leitor imediatamente, eles seguirão em frente antes que você possa piscar.

Aqui estão algumas dicas fáceis e comprovadas para escrever títulos que chamam a atenção:

  • Proposta de valor: Pense primeiro em sua proposta de valor. O que você está oferecendo a seus visitantes da web que os motivará a permanecer por aqui?

  • Use números: Títulos com números são o tipo de título preferido e mais clicado, e também convertem na taxa mais alta.

  • Use Linguagem Negativa: Isso parece contra-intuitivo, mas é realmente eficaz. Usar palavras como “nunca” ou “não mais” chama a atenção do seu cliente imediatamente para o problema ou necessidade que ele quer que sua marca resolva. Vendo que você promete fazer exatamente isso em seu título, os mantém por perto para saber mais.

  • Não seja prolixo: Estudos mostraram que títulos com menos palavras (geralmente entre 5 e 10) funcionam melhor. Lembre-se também de que o Google exibe apenas 60 caracteres do seu título, que são cerca de 10 palavras.

Mergulhe mais fundo nas grandes manchetes com o guru do marketing Neil Patel:

As manchetes matadoras também não são apenas para manter as pessoas por perto no começo. 90% das pessoas que leem seu título também lerão sua frase de chamariz (CTA) – a mensagem que informa aos usuários exatamente o próximo passo que você deseja que eles tomem.

2. Concentre-se no seu valor, não na sua marca

Você não pode se apoiar simplesmente no nome da sua marca para obter resultados, principalmente, se você ainda é pequeno e tem uma marca pouco conhecida. As LP destinam-se a direcionar clientes em potencial para ofertas e programas específicos, não para falar sobre sua empresa em geral.


As LP de alta conversão focam primeiro no valor, não na marca. Sua proposta de valor sempre deve estar refletida em seu título e no texto acima da dobra.


Aqui está uma ótima ferramenta para elaborar uma proposta de valor clara e precisa:

  • Ao criar uma LP, é essencial garantir que a proposta de valor apresentada corresponda àquela promovida em seus anúncios, títulos ou botões de CTA que levaram os visitantes à página. É importante evitar que os visitantes se sintam enganados ou frustrados ao não encontrarem o que esperavam.

  • Seja claro e específico em sua mensagem, explicando como a oferta agregará valor aos visitantes. Isso pode ser por meio de conteúdo relevante que ajuda a resolver um problema ou através de uma oferta de desconto que economiza dinheiro.

  • Lembre-se de que as pessoas geralmente estão em busca de soluções para suas próprias necessidades e desejos. Para que sua marca se destaque, é fundamental mostrar como ela pode melhorar ou facilitar a vida dos visitantes. Ao fazer isso, você pode aumentar a probabilidade de que eles se tornem clientes leais e defensores da sua marca.

3. Mantenha a LP limpa e simples

Uma LP não deve conter tudo e tentar fazer isso prejudicará seriamente o desempenho da sua página. De fato, estudos mostram que incluir várias ofertas em uma única página de destino pode diminuir as conversões em mais de 200%!


Lembra-se quando mencionamos que marcas com mais LPs convertem mais do que aquelas com menos? Isso ocorre porque a estratégia certa não é incluir mais conteúdo em uma única página, mas criar várias LP, cada uma focada em uma campanha, programa ou oferta específica.


A regra de manter a simplicidade também se aplica ao design. Recursos visuais e uma copy atraente são importantes, mas incluir muitos deles irá sobrecarregar sua página e dificultar para os visitantes encontrarem a mensagem mais importante.


Para alcançar uma alta conversão, é importante focar nas coisas mais importantes que você precisa comunicar aos seus potenciais clientes e priorizá-las. Busque um design de página que seja visualmente atraente, porém sem excesso de informações, para destacar o conteúdo importante em vez de ocultá-lo em meio a muitos recursos visuais ou componentes de design. O objetivo é tornar fácil e rápido para os visitantes darem o próximo passo.


4. Usar prova social

Existe uma estratégia comprovadamente mais eficaz do que qualquer outra quando se trata de persuadir os consumidores a agir: prova social. A prova social é o fenômeno pelo qual as pessoas imitam as ações dos outros. Elas querem fazer o que todo mundo está fazendo.


Isso não é novidade, certo? Todos nós temos FOMO (fear of missing out, ou medo de ficar de fora), e isso também se aplica ao comportamento do consumidor. Surpreendentemente, 92% dos consumidores confiam em recomendações de amigos e estranhos. Em média, os consumidores leem 10 avaliações antes de fazer uma compra.


A prova social é fundamental na construção da confiança do consumidor e deve ser usada em sua LP para mostrar o valor de sua oferta e como outras pessoas já estão se beneficiando de sua marca.


Algumas maneiras simples de incorporar a prova social em sua LP incluem a inclusão de um ou alguns depoimentos em destaque em sua página (mas não deixe sua cópia confusa). Você também pode vincular seu feed de mídia social ou página de avaliação do cliente para que os visitantes possam ir diretamente à fonte e ver o que outros estão dizendo sobre suas ofertas.


5. A pesquisa é fundamental: teste o desempenho da sua LP

Nunca pare de buscar aprimoramentos para o desempenho de sua página de destino, mesmo que esteja seguindo todas as melhores práticas. Não fique satisfeito com seus resultados atuais, e sim teste e meça constantemente seu desempenho.


Procure sempre por oportunidades para fazer pequenos ajustes e melhorias que possam aumentar o desempenho.


Utilize o Google Analytics, ou outra plataforma de dados de desempenho, para procurar insights sobre dados demográficos do visitante, tempo gasto no site, taxas de cliques e muito mais.


Faça análises periódicas de desempenho em sua estratégia de conteúdo e planeje-se para garantir que esteja sempre encontrando maneiras de otimizar seu site.


É importante, também, tomar decisões informadas sobre onde fazer testes A/B[3] para maximizar cada parte do seu site. Alguns componentes da web comumente testados incluem a cópia do CTA, o posicionamento do CTA, os títulos e os campos de formulário. Utilize essas técnicas para continuar aprimorando a experiência do usuário em sua página de destino e aumentar o desempenho.


6. Use uma ferramenta de conversão eficaz

Por fim, mas não menos importante, toda página de destino de alta conversão requer uma ferramenta eficaz de conversão para capturar informações de contato dos visitantes. Se sua mensagem é forte e os visitantes já estão interessados, sua proposta de valor provavelmente capturará leads de maneira eficiente.


Muitas páginas de destino seguem esse caminho, oferecendo conteúdo de alta qualidade por meio de uma assinatura, desconto para quem se inscreve para receber atualizações por e-mail ou fazendo uma oferta semelhante. No entanto, você também pode aumentar a aposta com incentivos digitais. Esses incentivos oferecem algo específico e de alto valor (geralmente baixáveis) para qualquer pessoa que siga a CTA de uma página de destino para preencher um formulário ou se inscrever para receber e-mails. Eles oferecem algo mais valioso do que o seu conteúdo gratuito padrão e geralmente visam resolver um problema específico ou desafiar seus visitantes.


Tipos comuns de incentivos digitais incluem listas de verificação em PDF, guias de instruções, webinars em vídeo, e-books e whitepapers[4]. Eles são extremamente eficazes, aumentando as taxas de adesão em até 85%.


Veja, é o que eu sempre digo: você não precisa criar um site, mas se decidiu empreendedor no mundo digital é bom pensar como um empreendedor!



 

[1] Em marketing e vendas, uma lead é um potencial cliente que demonstrou interesse em um produto ou serviço oferecido por uma empresa. Normalmente, uma lead é uma pessoa que forneceu suas informações de contato, como nome e endereço de e-mail, em troca de algum tipo de conteúdo ou oferta de marketing. As leads representam uma oportunidade de venda. Eles podem ser coletados através de diferentes canais de marketing, como campanhas de e-mail marketing, anúncios online, eventos, medias sociais, entre outros. Com esses dados a empresa pode fornecer informações relevantes e ofertas para incentivar essas leads a se tornarem clientes. O objetivo é estabelecer relacionamentos, fornecer valor e criar confiança para que ela decida fazer negócio com a empresa. As leads podem ser classificados em diferentes categorias, dependendo de sua qualidade e intenção de compra. As leads qualificadas, ou leads quentes, são aquelas que têm maior probabilidade de se tornarem clientes, porque demonstraram interesse específico em um produto ou serviço. Já as leads frias são aquelas que têm pouco ou nenhum interesse imediato, mas podem se tornar oportunidades de negócio no futuro. [2] Por isso que as Landing Pages também são denominadas páginas de conversão. [3] Testes A/B, também conhecidos como testes divididos, são uma técnica de marketing digital que envolve a comparação de duas versões de uma página da web, anúncio ou e-mail de marketing para determinar qual versão tem melhor desempenho. O objetivo do teste é descobrir quais mudanças em um elemento específico, como o texto do botão de chamada para ação (CTA) ou a cor do cabeçalho, têm o maior impacto na conversão ou engajamento dos usuários. O teste A/B envolve dividir o tráfego de um site ou campanha em duas versões diferentes, A e B, para que metade dos usuários veja a versão A e a outra metade veja a versão B. Os dados de conversão ou engajamento de cada versão são então comparados para determinar qual versão teve melhor desempenho. Com base nessa análise, pode-se tomar decisões informadas sobre quais elementos devem ser mantidos, modificados ou eliminados para otimizar o desempenho da página ou campanha. [4] Whitepapers são documentos de natureza técnica ou educacional que fornecem informações detalhadas sobre um produto, serviço, tecnologia ou questão específica. Geralmente são escritos por empresas, organizações ou especialistas em um determinado assunto e têm como objetivo educar e informar o leitor sobre um tema específico, oferecendo uma visão aprofundada e detalhada sobre o assunto em questão. Whitepapers geralmente são usados como uma ferramenta de marketing para ajudar a construir a credibilidade e a confiança do leitor em relação à organização que os criou. Eles são frequentemente disponibilizados para download gratuito em troca das informações de contato do leitor, como nome e endereço de e-mail.

73 visualizações

Comments


bottom of page